MALAQUITA Aprenda Mais sobre Este Mineral

Não vá Embora!
Separamos essas Ofertas Exclusivas para você!

Fale Conosco:
(38) 3722-1029
(38)9-9205-6463

MALAQUITA Aprenda Mais sobre Este Mineral

malaquita.jpg

 

        Malaquita é um mineral do grupo dos carbonatos (carbonato de cobre (II) ) com dureza entre 3 e 4 na Escala de Mohs. Seu sistema cristalino é monoclínico, e frequentemente forma massas botrioidais, fibrosas ou estalagmíticas.
         A malaquita geralmente resulta da alteração de minérios de cobre e ocorre frequentemente associada com azurita, goethita e cuprita. À exceção da cor verde, as propriedades da malaquita são muito similares àquelas da azurita, e agregados conjuntos dos dois minerais são encontrados com frequência, embora a malaquita seja mais comum do que a azurita.
         Foi usado como um pigmento mineral em pinturas verdes da antiguidade até aproximadamente 1800. O pigmento é moderadamente resistente à luz, muito sensível a ácidos e variável na cor. O tipo natural tem sido substituído por sua forma sintética, verditer entre outros verdes sintéticos.
          Foi principalmente utilizado no Antigo Egipto tendo a particular importancia nos séc.XV XVI, sendo mesmo referenciado no livro Cennino Cennini "Il libro dell'arte".Pode ser identificada pela sua cor verde e a reatividade com HCI.
         Malaquita, o símbolo da criatividade e da mudança, é a mais antiga de todas as pedras de cura. Possui uma vibração equilibrante que recupera nervos esgotados, aumenta a vitalidade, absorve a negatividade e purifica o sangue e a aura. Os antigos egípcios usavam o pó de malaquita como uma poderosa sombra de olhos para afastar o mau-olhado. Eles também acreditavam que a malaquita aumentava o poder psíquico e dava ao homem o poder de comunicar-se com os mortos. Como pedra de cura, tem reputação de ser eficaz no tratamento de infecções da bexiga, cólicas, doenças hepáticas, dislexia, menstruação irregular, espasmos musculares, distúrbios nervosos e paranóia. A malaquita deve ser freqüentemente limpa de todas as energias negativas que absorve ou então ficará insensível, perdendo seu poder de cura. A melhor maneira de limpar a malaquita da negatividade absorvida é colocando-a no meio de um grupo de cristais de quartzo transparentes, por três ou mais horas, e depois untá-la com óleo de frankincense ou mirra.

           

Crenças e mitos: As origens da Malaquita remotam há três mil anos a.C. Os egípcios honravam-na como pedra da esperança, sorte e harmonia nas parcerias. Através de sua forte coloração verde, atribuiu-se a Malaquita, por milênios, uma alta posição entre as pedras curativas e de adorno.

Efeitos terapêuticos para o corpo: A Malaquita é uma pedra poderosa que, isolada ou em combinação com outras pedras, desenvolve poderes curativos. Na forma de água de Malaquita, livra o corpo de impurezas, desintoxicando-o. Libera o corpo de energias negativas e age em pouco tempo se colocada sobre as partes do corpo necessitadas.

Efeitos terapêuticos para a psique: Através de seu efeito limpante sobre todo o organismo, a Malaquita se torna também uma força limpante para a alma, proporcionando mais equilíbrio, alegria de viver e compreensão para o amor. Muitas pessoas afirmam que graças ao uso da Malaquita, conseguiram auto-desevolvimento, sucesso e contentamento. Em meditação, a Malaquita penetra fundo em nosso corpo e desenvolve suas forças, trazendo luz sobre todos os chakras. Bloqueios profundos no corpo e na alma podem ser reconhecidos e remediados.

Indicado para: Desintoxicação, qualidades do coração, crescimento espiritual, cordenação mental, mobilidade espiritual. Órgãos de respiração, brônquios, asma, dificuldade respiratória, desobstrução do fígado, reumatismo, vértebras, juntas, efeitos estabilizantes e limpantes sobre o sistema cardiocirculatório, desintoxicção, tremedeiras.

Locais onde é encontrada: Zaire, Zâmbia, EUA.

Grupo: Cobre.

Etimologia: do grego malache, planta da família das malváceas, devido à cor verde de suas folhas

Brilho: vítreo, nacarado, adamantino

Clivagem: boas em duas direções.

Cor: Verde escuro, verde claro

Fratura: clivagem perfeita

Transparência: subtranslúcido a opaco.

Dureza (Escala de Mohs): 3,5 a 4

Densidade: 3,7 a 4,1g/cm3

Hábito: Botrioidal, acicular, maciço

Tenacidade: friável

Traço: verde claro

Chakra: Cardíaco e plexo solar

Signos: Touro, Câncer, Escorpião, Sagitário.

Planetas: Vênus, Saturno e Plutão.


      Abre o chakra cardíaco, equilibra o chakra do plexo solar e estimula o sistema circulatório. Melhora a auto-expressão. O seu nome provém do termo grego e significa "branda", devido à sua baixa dureza. A malaquita é uma das pedras mais antigas dentre as que se conhece e tem sido usada há milhares de anos pelas propriedades transformadoras. A malaquita simboliza o crescimento do ânimo, ajuda a regenerar os tecidos, equilibra os altos e baixos emocionais e as situações de crise. É a pedra da inteligência e favorece a inspiração; é um símbolo de criatividade.


Loja CristaisdeCurvelo no What's app