Ponta Lapidado Clorita Lodo Verde Incrustado na Matriz Cristal Especial Cod 28.3

R$12,74
Ou em 2x de R$6,50
sem juros no cartão de crédito

Código : 28.3

Compra máxima : 1 unidade(s)



Loja CristaisdeCurvelo no What's app

Ponta Cristal Lapidado Clorita Mineral, pigmento esverdeado "Lodolita Verde" incrustado em fragmentos na Pedra Cristal Quartzo transparente como Inclusões Flutuando no quartzo.Popularmente chamado de Lodo verde, amostra pra colecionador.

 

 

NOME DA(S) PEDRA(S): Clorita ( Matriz Quartzo Cristalino)

COR DA(S) PEDRA(S): Verde pigmentado

CORTE DA(S) PEDRA(S): Lapidado Manual Ponta Sextavado

CLARIDADE DA
(S)  PEDRA(S): Semi cristalizado ( Foto Autêntica)

MEDIDA D
A(S) PEDRA(S): 4,0 x 2,0  (Centímetros).

PESO TOTAL DA Pedra: Exatos 28,3 Grams

ORIGEM:  Sul da América - Brasil  (Curvelo - MG )

atencao.gif

Para comprar outra Clorita Clik Aqui      

Comprar Pingentes clik aqui     

Comprar Atacado clik aqui      

Clorita Mineral
Ocorre na combinação quartzoalbitesericitegranada de xistos pelíticos. ( Popularmente região de MG Curvelo conhecido com Lodo Verde )

As clorites (do grego chloros, que significa "verde", em alusão à sua cor), constituem um grupo de minerais filossilicatos. Podem ser descritas pelos seguintes quatro extremos baseados na sua química através da substituição dos seguintes quatro elementos na estrutura cristalina: Mg, Fe, Ni e Mn.

  • Clinocloro: (Mg5Al)(AlSi3)O10(OH)8
  • Chamosite: (Fe5Al)(AlSi3)O10(OH)8
  • Nimite: (Ni5Al)(AlSi3)O10(OH)8
  • Pennantite: (Mn,Al)6(Si,Al)4O10(OH)8

Além destas, conhecem-se ainda espécies de zinco, lítio e cálcio. A grande variação nas composições resulta em variações consideráveis das propriedades físicas, ópticas e de difracção de raios X. De igual modo, a variação nas composições químicas permite aos minerais do grupo da clorite existirem sob uma grande variedade de condições de pressão e temperatura. Por esta razão, os minerais cloríticos são ubíquos em rochas metamórficas de baixa e média temperatura, algumas rochas ígneas, rochas hidrotermais e sedimentos enterrados a grandes profundidades.

Estrutura da Clorita

A fórmula geral típica é: (Mg,Fe)3(Si,Al)4O10(OH)2·(Mg,Fe)3(OH)6. Esta fórmula enfatiza a estrutura do grupo.

As clorites têm uma estrutura em sanduíche 2:1 (camada sanduíche 2:1 = tetraédrica-octaédrica-tetraédrica = t-o-t...). Ao contrário de outros minerais argilosos, nas clorites o espaço entre as camadas (o espaço entre cada sanduíche 2:1 ocupado por um catião) é composto por (Mg2+, Fe3+)(OH)6. Esta unidade (Mg2+, Fe3+)(OH)6 é geralmente designada como camada tipo brucite, devido à sua grande semelhança com o mineral brucite (Mg(OH)2). Assim, a estrutura da clorite é representada como segue: -t-o-t-brucite-t-o-t-brucite…

Uma classificação mais antiga, dividia as clorites em dois subgrupos: as ortoclorites e as leptoclorites. Estes termos são raramente usados e o prefixo orto- é algo enganador uma vez que o sistema cristalino da clorite é o monoclínico e não o ortorrômbico.

Ocorrencia

A clorite é geralmente encontrada em rochas ígneas como produto da alteração de minerais máficos como a piroxena, anfíbolae biotite.

Trata-se de um mineral associado a depósitos minerais hidrotermais e ocorre muitas vezes associada a epídoto, sericite,adulária e minerais de sulfureto. Neste tipo de ambiente a clorite pode ser um mineral produzido por alteração metamórfica retrógrada de minerais ferromagnesianos, ou pode estar presente como produto de metassomatismo através da adição de Fe, Mg ou outros compostos à massa rochosa.

A clorite é também um mineral metamórfico comum, geralmente indicativo de metamorfismo de baixa intensidade. É a espécie-diagnóstico da fácies zeolítica e da fácies inferior dos xistos verdes. Ocorre na combinação quartzo, albite, sericite, clorite, granada de xistos pelíticos.

Nas rochas ultramáficas, o metamorfismo pode também produzir clorite (predominantemente clinocloro) em associação comtalco. Experiências indicam que a clorite pode ser estável em peridotitos do manto terrestre acima da litosfera oceânica arrastada para baixo por subducção, podendo mesmo estar presente no volume do manto a partir do qual os magmas dosarcos insulares são gerados.

Comentários sobre o produto

Este produto não foi comentado ainda. Seja o primeiro a comentar sobre este produto!
img


Encontrar produtos similares pela categoria

Obs.: As indenizações dos correios são feitas após 90 dias da data do envio.Mais informaçãoes leia Trocas e Devoluções